Bandeira do Brasil

BRASIL

Nome oficial: República Federativa do Brasil

Capital: Brasília

Localização: América do Sul

Data de adoção: 11 de maio de 1992 pela Lei 8421 (originalmente adotada pelo Decreto 4 em 19 de novembro de 1889). Sua apresentação e seu uso são regulados pela Lei 5700 de 1º de setembro de 1971.

Projetada por Raimundo Teixeira Mendes, presidente do Apostolado Positivista do Brasil, com colaboração de Miguel Lemos, e Manuel Pereira Reis, catedrático de astronomia da Escola Politécnica. O desenho foi executado pelo pintor Décio Vilares.

Foi inspirada na Bandeira do Império, desenhada pelo pintor francês Jean Baptiste Debret.

Desenho


Manteve a tradição das antigas cores nacionais – verde e amarela – do seguinte modo: um losango amarelo em campo verde, tendo no meio a esfera celeste azul e estrelada, atravessada por uma faixa branca, em sentido oblíquo e descendente da esquerda para a direita, com os dizeres “Ordem e Progresso” na cor verde.

As estrelas na Bandeira Brasileira devem ser consideradas como vistas por um observador situado fora da esfera celeste.

Significado


Em 7 de setembro de 1822, depois de exigir “Independência ou Morte “, o Príncipe Regente Dom Pedro (mais tarde Imperador Dom Pedro I) removeu o cocar português azul-e-branco de seu chapéu e exclamou: “De agora em diante teremos outro laço, verde e amarelo. Essas serão as cores nacionais. ” Em 18 de Setembro, Dom Pedro assinou três decretos que foram os primeiros atos do Brasil independente. O segundo decreto criou um novo cocar nacional: “O arco-nó (laço), ou cocar (tope) brasileiro será composto das cores emblemáticas: verde de primavera e amarelo de ouro…”

Brazilian Fans Celebrate a 3-1 Victory Over Cote D'Ivoire (Ivory Coast) at World Cup 2010 South Africa!

Brasileiros comemoram com bandeiras a vitória de 3-1 sobre a Costa do Marfim na Copa do Mundo 2010. Foto: austinhk

Ao longo da existência da bandeira brasileira, diferentes interpretações foram feitas a respeito do significado ou representatividade de suas cores. Há uma leitura popular que relaciona as cores da bandeira com aspectos naturais inerentes ao território do país, como por exemplo, a relação do abundante verde da bandeira com a floresta amazônica, ou ainda o amarelo com as riquezas da terra.

O fato é que as cores possuem sim um significado dependendo de quem dá, porém, destacamos outros aspectos, como veremos a seguir:

As cores, verde e amarela estão relacionadas com a casa real de Bragança, da qual fazia parte Dom Pedro I, bem como a casa real dos Habsburgo, à qual pertencia a imperatriz Dona Leopoldina. O circulo azul refere-se à imagem de uma esfera celeste, posicionada conforme a latitude da cidade do Rio de Janeiro às 12 horas siderais (08 horas e 30 minutos) de 15 de novembro de 1889 – Local e Dia da Proclamação da República.

As estrelas representam cada estado da federação. Apresentam cinco grandezas diferentes e a diferenciação de tamanhos está relacionada a aspectos astronômicos, direta ou indiretamente. As estrelas, que fazem parte da esfera, fazem parte de nove constelações. Uma delas é a do Cruzeiro do Sul que pode ser vista de todos os estados brasileiros e foi fixada no centro do que representa o céu na bandeira.

Clique para ver detalhes sobre as constelações da bandeira e a correspondência entre as estrelas e os estados

A inscrição “Ordem e Progresso” é atribuída ao filósofo francês Auguste Comte, que tinha muitos seguidores no Brasil, incluindo o professor Teixeira Mendes, que concebeu o projeto básico da bandeira.

Dimensões


Proporção: 7:10

Retirado da Lei No 5.700, 1 de setembro de 1971:“

I – Para cálculo das dimensões, tomar-se-á por base a largura desejada, dividindo-se esta em 14 (quatorze) partes iguais. Cada uma das partes será considerada uma medida ou módulo.

II – O comprimento será de vinte módulos (20M).

III – A distância dos vértices do losango amarelo ao quadro externo será de um módulo e sete décimos (1,7M).

IV – O círculo azul no meio do losango amarelo terá o raio de três módulos e meio (3,5M).

V – O centro dos arcos da faixa branca estará dois módulos (2M) à esquerda do ponto do encontro do prolongamento do diâmetro vertical do círculo com a base do quadro externo. (…)

VI – O raio do arco inferior da faixa branca será de oito módulos (8M); o raio do arco superior da faixa branca será de oito módulos e meio (8,5M).

VII – A largura da faixa branca será de meio módulo (0,5M).

VIII – As letras da legenda Ordem e Progresso serão escritas em cor verde. Serão colocadas no meio da faixa branca, ficando, para cima e para baixo, um espaço igual em branco. A letra P ficará sobre o diâmetro vertical do círculo. A distribuição das demais letras far-se-á conforme a indicação do Anexo nº 2. As letras da palavra Ordem e da palavra Progresso terão um terço de módulo (0,33M) de altura. A largura dessas letras será de três décimos de módulo (0,30M). A altura da letra da conjunção E será de três décimos de módulo (0,30M). A largura dessa letra será de um quarto de módulo (0,25M).

IX – As estrelas serão de 5 (cinco) dimensões: de primeira, segunda, terceira, quarta e quinta grandezas. Devem ser traçadas dentro de círculos cujos diâmetros são: de três décimos de módulo (0,30M) para as de primeira grandeza; de um quarto de módulo (0,25M) para as de segunda grandeza; de um quinto de módulo (0,20M) para as de terceira grandeza; de um sétimo de módulo (0,14M) para as de quarta grandeza; e de um décimo de módulo (0,10M) para a de quinta grandeza.

X – As duas faces devem ser exatamente iguais, com a faixa branca inclinada da esquerda para a direita (do observador que olha a faixa de frente), sendo vedado fazer uma face como avesso da outra.”

Curiosidades


Cada estrela corresponde a um Estado brasileiro e devem ser atualizadas no caso de criação ou extinção de algum Estado. A única estrela acima da inscrição “Ordem e Progresso” é chamada Spica e representa o Estado do Pará que ano de 1889 correspondia ao maior território acima da linha do Equador.

Bandeira do Brasil furtada

• Desenho original da bandeira do Brasil é furtado de igreja no Rio do Jornal Folha de São Paulo:

“O desenho original da bandeira do Brasil, feito pelo pintor Decio Vilares em 1889, foi furtado da Igreja Positivista do Brasil, na Glória (zona sul do Rio), em 27 de abril. Não há suspeitos do crime. Segundo Giovane Fernandes, zelador da igreja, o ladrão arrombou uma porta lateral. Após tirar os parafusos de trás da estrutura de proteção, retirou a pintura, que estava sob um cavalete, sem quebrar a armação de vidro.”

Referências: